segunda-feira, 11 de março de 2013

Padronização não ganha a atenção

Alguns dias atrás o vídeo do jovem repórter entrevistando uma celebridade pela primeira vez ganhou a internet. Imagine-se entrevistando alguém muito famoso, sem prévia experiência para esse tipo de coisa. A maioria das pessoas ficaria muito nervosa, e com Chris Stark, repórter da BBC, não foi diferente. Ah, a celebridade é ninguém menos do que a Mila Kunis tá? Veja aí...




O nervosismo do rapaz certamente gera uma comoção inicial, mas não é isso que prende nossa atenção durante os quaes 7 minutos, e sim a conversa absolutamente corriqueira entre os dois. No meio de tantas entrevistas padronizadas, sempre com as mesmas perguntas burocráticas, o que o público realmente quer saber é sobre as coisas dos famosos com as quais podemos nos identificar.

Gostaria que esse episódio servisse se inspiração para certas imprensas especializadas fazem sempre as mesmas perguntas, e obtém sempre as mesmas respostas. Cansei de CEO falando que "nesse ano vamos crescer 20%". Porra, se todo ano todo mundo crescer 20% a economia entra em colapso e a inflação dispara!

Né?

Isso também serve para mim, que, como embaixador do Grupo do Young Lions Brazil no LinkedIn, estou fazendo entrevistas com profissionais referência da publicidade brasileira. Se eu vier com muitos clichês, por favor, puxem minha orelha!

Nesse link tem uma entrevista com o (agora também famoso) repórter.

Update: Segundo o Felipe Pacheco o pânico do repórter teria sido uma atuação, já que ele normalmente faz esse personagem do "nerd tímido". Seja como for, a lição aqui continua a mesma. :)

Um comentário:

O espaço é aberto para críticas, sugestões e até elogios. Só, por favor, não venha com spam.