segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Não existe espontaneidade em São Paulo


Não é que não haja amor em São Paulo. Amor tem de sobra aqui. O que são não tem é espontaneidade.

A coisa mais difícil em São Paulo é marcar um almoço/jantar/café/chopp pra agora. Agora não existe aqui. É sempre para daqui alguns dias, talvez algumas semanas.

Duas coisas explicam isso: 1 - necessidade de planejar tudo com antecedência por causa do trânsito e das distâncias 2 - excesso de oportunidades em uma cidade com 20 milhões de habitantes (grande São Paulo)

Minha meta atual é deixar minha agenda mais livre e dar espaço para o agora.

postado originalmente no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O espaço é aberto para críticas, sugestões e até elogios. Só, por favor, não venha com spam.