sexta-feira, 22 de junho de 2012

Top 10 filmes mais pirateados de todos os tempos

Não sei qual foi exatamente a metodologia para o cálculo desse ranking e, sinceramente, acho meio difícil medir algo desse tipo com muita precisão. Ainda assim os resultados parecem ser críveis. Se não é isso, deve ser quase isso. Publiquei aqui porque a informação vale alguns comentários rápidos:

- A maioria dos filmes desse ranking tiveram bilheterias igualmente expressivas, ou seja, a venda de ingressos não parece ter sido muito influenciada pela pirataria.

- Não deveria, mas ainda me surpreendo com o fato da maioria desses filmes estarem muito ligados à cultura pop e universos dos quadrinhos. Talvez minha memória esteja pregando uma peça, mas há 10 ou 20 anos esses filmes "geek friendly" não eram tão dominantes assim.

- Um jeito de encarar esses números é o quanto a indústria está deixando de ganhar com ingressos, vendas de DVD etc. Outro jeito é entender o estoque de atenção acumulado nesses downloads. Fazendo uma conta de padaria, digamos que cada download aí signifique 2 horas da vida de alguém investidas no consumo do filme.

- Uma forma de explorar essa atenção é justamente colocando as marcas dentro das histórias, de uma maneira natural, sem agredir o atento e, idealmente, com relevância e até tornando a experiência mais legal. Dois casos clássicos: O Náufrago (Fedex e Wilson) e Pulp Fiction (McDonald´s). Product placement bem feito pode ser vantajoso para o estúdio, as marcas e até para o espectador.


11 comentários:

  1. O Náufrago realmente foi um dos maiores exemplos de merchadising editorial que eu já vi na vida. E deu super certo para a Wilson!

    ResponderExcluir

O espaço é aberto para críticas, sugestões e até elogios. Só, por favor, não venha com spam.