terça-feira, 22 de maio de 2012

A estrutura das histórias em 8 passos


Há tempos eu quero fazer um post sobre estrutura de histórias por aqui. Esse é um assunto que por um lado interessa muita gente, mas por outro sempre causa polêmica.

Já que contar histórias é uma coisa mais ou menos intuitiva muita gente entende estrutura como regra e, portanto, algo nocivo para a criatividade. Também há aqueles que, sem conhecer as regras do jogo, já querem revolucionar tudo. A menos que você seja um gênio do storytelling, não recomendo nenhum desses caminhos ok?

O ponto é que uma história (no sentido do storytelling) não é qualquer coisa. Histórias são uma estrutura específica de fatos. Na prática é possível construir uma história a partir de quaisquer fatos, reais ou ficcionais, colocando-os na ordem certa e sabendo fazer uma boa costura. Mas a simples existência desses fatos, sem serem trabalhados, não garante nada.

Mas quem determinou assim? Deus? Hollywood? Steven Spielberg? Quem respondeu Deus, dependendo de suas crenças, pode ter chegado mais perto da resposta.

Contamos histórias desde que a humanidade existe, quando, antes do Google, da TV e da Enciclopédia, essa era a única tecnologia de transmissão e compartilhamento de conhecimento. De alguma forma evoluímos contando histórias e hoje, muuuuito tempo depois, nossos cérebros estão adaptados a receberem informações por meio dessa estrutura. Goste você ou não.

Mas enfim, como isso funciona?


Existem vários esquemas de estrutura por aí. Aristóteles (sim, o filósofo grego) foi o primeiro a sugerir um. Cada guru de Hollywood tem o seu próprio também. E até o antropólogo Joseph Campbell criou sua fórmula a partir das histórias mitológicas de vários povos. Todas funcionam porque, no fundo, possuem a mesma essência.

Mas esse post é sobre o guia de 8 passos do Dan Harmon, alguém que, com certeza, sabe mais do assunto do que eu. Ele é ator, roteirista, criador da série Community (que eu recomendo fortemente) e muitas outras coisas.

O blog Dicas de Roteiro (que também recomendo fortemente) fez o favor de traduzir um artigo do próprio Dan sobre seu esquema de estrutura, e publicou em 6 partes cujos links estão aí embaixo.

Leia tudo, mas se você estiver com pressa recomendo principalmente as parte 1, 4 e 6.

parte 1
parte 2
parte 3
parte 4 a
parte 4 b
parte 4 c
parte 5
parte 6

2 comentários:

  1. Também sobre esse assunto acho que vale a pena ouvir alguns Nerdcasts mais antigos nos quais o Eduardo Spohr falava sobre a "Jornada do Herói".

    ResponderExcluir
  2. Rodrigo, sem dúvida. Já até publiquei esse nerdcast aqui, se não me engano. :)

    ResponderExcluir

O espaço é aberto para críticas, sugestões e até elogios. Só, por favor, não venha com spam.