segunda-feira, 25 de agosto de 2014

O bê-a-bá do Marketing Esportivo



Meio off-topic para o tipo de post que eu costumo fazer por aqui, eu sei, mas se você se interessa por marketing esportivo vale a pena assistir a entrevista que o José Borbolla Neto (meu ex-aluno) deu para a TV Câmara de Campinas. Ficou bem didático.

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

A Jornada do Herói: o infográfico definitivo

Alguns posts atrás critiquei um infográfico sobre storytelling publicado pelo Viver de Blog, mas, como o mundo dá voltas, agora chegou a vez de elogiar. :)

O infográfico abaixo, publicado pelo mesmo site, dá uma ótima noção do que é a Jornada do Herói e, ainda por cima, mostra como ela foi aplicada à última trilogia do Batman.

Aproveitem.

infografico jornada do heroi 600px [Infográfico] A Jornada do Herói: Transformando sua audiência em heróis através de histórias memoráveis
» Clique Aqui para baixar uma versão em Alta Resolução desse infográfico «

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

20 livros ótimos com menos de 200 páginas

20 livros. Menos de 200 páginas.

Talvez haja outras listas desse tipo por aí, mas essa foi a primeira vez que vi algo do tipo.

É preciso coragem. Não devem faltar radicais pensando que um livro nunca deveria ser escolhido por esse critério.

Claro que há muitos livros com 500, 700, 1.000 páginas que merecem ser lidos. Mas sejamos honestos. Todo mundo já desistiu de um livro por ser muito longo. Pelo menos em algum momento da vida.

Em uma realidade onde as pessoas tem cada vez menos tempo, será que não vale a pena escritores pensarem em histórias mais curtas? Ou, quem sabe, em capítulos que venham em pequenos fascículos?

Não é o jeito ideal de se pensar, mas penso que é mais realista.

 

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

6 estruturas clássicas de histórias

Como fazer quando a gente se depara com um infográfico que traz algumas informações interessantes e outras nem tanto?

Esse é o caso do infográfico publicado pelo site Viver de Blog, que fez um trabalho legal juntando várias informações sobre storytelling. O problema é que, na minha humilde opinião, há muita coisa desencontrada ali, de forma que mais atrapalham do que ajudam. Por exemplo, ele começa falando de conceitos gerais, depois vai para consumo de mídia, depois volta para estrutura de história. É uma confusão que pode levar muita gente à conclusões erradas.

Maaaas, por outro lado, há um trecho do infográfico que merece ser compartilhado. Então resolvi recortar só esse trecho e publicar aqui. :) São 6 estruturas possíveis de história. E muito populares. Aproveitem.


O resto das informações você encontra nesse post, mas aí é por sua conta e risco. E lembrem-se, não é porque está num infográfico que é verdade!

sexta-feira, 8 de agosto de 2014

O curta de Roman Polanksi para a Prada



Nenhuma novidade nesse post, já que o curta foi feito em 2012. Mas eu queria deixar o registro no blog e, bem, possivelmente há muitos leitores que não viram na época.

A história em si não é nada demais. Há vários detalhes interessantes, como o figurino, a situação e os personagens, mas a soma deles, na minha opinião, não produz uma peça de entretenimento digna de Roman Polanski. O mais interessante é a declaração que ele deu na época sobre o processo de criação:

When I was asked to shoot a short movie for Prada, I did not think that I could really be myself, but the reality is that in the total freedom I was given, I had the opportunity to reunite my favorite group of people on set and just have fun. The chance to dwell on what the fashion world represents nowadays and the fact that it is accompanied by so many stereotypes is fascinating and at the same time a bit upsetting, but you definitely cannot ignore it. It’s very refreshing to know that there are still places open to irony and wit and, for sure, Prada is one of them.
A Prada não foi a primeira (e nem será a última) marca a convidar um diretor renomado para dirigir um curta com liberdade artística. Mas isso, sem dúvida, é uma tendência lá fora e, eventualmente, acabará aparecendo por aqui também.

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Histórias reais não existem

Estava revisitando algumas coisas perdidas aqui no meu computador e me deparei com esse post do meio gênio (no bom sentido), meio guru (no mal sentido), Seth Godin.


Aí vai a minha tradução livre.

UMA HISTÓRIA VERDADEIRA

Claro que isso é impossível.

Uma história verdadeira é algo que não existe. Quando você começa a contar uma história, tornando-a relevante e interessante para mim, enganchando-a em minhas visões de mundo e gerando emoções e memórias, ela deixa de ser verdadeira. Pelo menos se definirmos a verdade como toda a verdade, todos os fatos, independente da localização e cultura.

Já que você vai contar uma história, fique bom nisso e conte de um jeito que te dê orgulho.

terça-feira, 5 de agosto de 2014

Matemática, emoções e storytelling

Já disse várias vezes que o storytelling tem uma lógica própria. Uma lógica que é especialmente difícil de ensinar para quem vive outras lógicas em seu dia a dia, como, por exemplo, a do marketing.

Um dos maiores desafios é fazer as pessoas entenderem que histórias são sempre sobre emoções humanas. Emoções que sentimos e vivemos a partir de situações de desvantagem. Esse é o núcleo de qualquer narrativa.

E foi justamente com esse espírito que algum anônimo genial da internet fez o quadro abaixo, enxergando a matemática por meio dessa lógica.


quarta-feira, 9 de julho de 2014

Workshop de Storytelling em Londrina!

Atenção pessoal de LONDRINA E REGIÃO:

No dia 11 DE AGOSTO acontece, pela primeira vez na cidade, o WORKSHOP DE STORYTELLING.

Horário: 8h30 às 18h00.
Local: SESI Londrina (Rua Deputado Fernando Ferrari, 160)
Inscrições GRATUITAS e limitas!

Mais informações aqui e inscrições nesse link.

O evento faz parte do 2º Open Forum de Criatividade na Indústria, promovido pela Cifal.

Vejo vocês por lá!

terça-feira, 8 de julho de 2014

Celebridades brasileiras que usaram o storytelling a seu favor (ou não)

Talvez você seja novo demais para ter visto alguma dessas preciosidades nas bancas de jornal, mas houve uma época em que celebridades da TV brasileira lançavam suas próprias revistas em quadrinhos como forma de fidelizar um público mais infantil.

Esses dias encontrei um link do BuzzFeed que faz um resgate bem legal dessa época. Querem alguns exemplos?

Gugu viajando no tempo.


Faustão vivendo altas aventuras.


E os Trapalhões fazendo paródias de filmes. Essa eu tinha em casa. Lembro de comprar na banca e tudo mais. E na época gostava bastante.


No link do BuzzFeed ainda tem Angélica, Ana Maria Braga, Xuxa e até Leandro e Leonardo! Clica lá.

quarta-feira, 2 de julho de 2014

A Jornada do Herói: um passo a passo ilustrado

Quer entender melhor o que é essa tal de Jornada do Herói?

O vídeo abaixo dá o passo a passo de uma forma bem simples, só com ilustrações e narração.



(alguém me passou esse vídeo tempos atrás, mas, infelizmente, não lembro quem foi para dar os créditos)

Há outros posts sobre esse assunto nesse blog:
Referências sobre Campbell e a Jornada do Herói
A Jornada do Herói para Videogames
Uma Animação que Explica a Jornada do Herói